Ballet "La Bayadère"

Oi Pessoal, td bem com vcs???
Estou feliz de estar aqui trazendo mais um vídeo de ballet pra vcs... Mas antes gostaria de comentar algumas coisas...
Primeiramente, quero apresentar a vcs um projeto maravilhoso que conheci e que tem a ver com ballet. O projeto se chama "Contando Histórias de Ballet", que foi desenvolvido por Teresa Vilela e consiste um livro e dois cds que contam de forma bem lúdica 10 histórias de grandes ballets de repertório, ao som da trilha que compõe cada uma dessas peças:
- A Bela Adormecida
- A Sílfide
- Coppélia
- La Fille Mal Gardée
- O Corsário
- O Quebra-Nozes
- Don Quixote
- Giselle
- O Pássaro de Fogo
- O Lago dos Cisnes

No site dela tem um trechinho de cada uma das histórias pra escutar e fiquei encantada, pois ao contrario de um filme, é preciso entender muito a história de um ballet antes de assisti-lo, assim vc entende melhor a música que foi composta pra determinada peça e o que esta sendo representado no palco, e a Teresa conseguiu faz isso de forma magistral! Até já escrevi pra ela falando sobre o projeto e pelo que ela me respondeu, ela tem planos de gravar novos cds! Eu sugeri algumas peças que também são importantes como "La Bayadère", que coincidentemente é o ballet que estou trazendo pra vcs hj^^. Mas voltando aos cds, comprem pois vale a pena! Clique aqui

Mudando de assunto, todo dia de manhã eu costumo escutar na Radio Cultura FM o programa "Pergunte ao Maestro", onde o Maestro João Maurício Galindo responde as perguntas dos ouvintes sobre o universo da música erudita (ou clássica). E ao ouvir o programa dele essa sem, eu me lembrei de uma pergunta que me fizeram aqui no blog a respeito do Ballet "O Lago dos Cisnes", e ele sendo maestro e profundo conhecedor desse tipo de música, eu resolvi mandar-lhe um e-mail:
"Maestro, sou apaixonada pelo ballet "O Lago dos Cisnes" e já assisti várias montagens com diversas cias, e percebo que em cada produção, sempre aparecem sequências de dança utilizando musicas que fazem parte da obra original (que é bastante extensa), mas que não são muito conhecidas. Eu particularmente gosto disso, mas eu tenho um blog dedicado ao universo do ballet e lá me perguntaram se existe alguma versão que possa ser considerada padrão. O que vc pode me dizer sobre isso?
Muito obrigada!!!!!
"

E o maestro Galindo, muito atencioso, me respondeu o seguinte:
"Cara Juliana,
A existência de diferentes versões de grandes obras, como balés, óperas ou sinfonias não é algo de se estranhar. A gente tende a pensar - e durante muito tempo eu mesmo pensei - que a música erudita é algo definitivo, acabado, perfeito dentro de uma cúpula de vidro. Isso, contudo, é algo bem distante da realidade.
Diversos compositores gastaram muito tempo de suas vidas revisando obras importantes, e dentre eles podemos citar os grandes sinfonistas Gustav Mahler e Anton Bruckner, ou o operista Christoph Willibald Gluck.
Essas revisões podiam se dever a razões muito práticas, como uma nova execução em um local diferente, com cantores ou bailarinos diferentes, que obrigavam o compositor a modificar algumas coisas, fosse porque determinado cantor não conseguisse atingir uma nota, ou determinado bailarino não conseguisse executar uma pirueta. Ou podia acontecer unicamente por causa do perfeccionismo do compositor.
Do mesmo modo como os verbos mais usados de uma língua se tornam irregulares, as obras mais tocadas vão sofrendo "mutações" aqui e alí, e esse é o caso do Lago dos Cisnes.
Ele foi estreado em 1877, e teve várias versões. E segundo eu pude apurar, a versão mais executada atualmente é a de 1895, que foi levada à cena em São Petersburgo no Teatro Mariinsky. Nessa ocasião,Tchaikovsky já havia falecido fazia 2 anos, e a partitura foi toda revisada pelo compositor italiano Ricardo Drigo, que na época era o Diretor Musical do Teatro.

Espero ter respondido,

Um grande abraço do

Maestro Galindo"

Bom, então resumindo, a versão mais apresentada pelas cias é essa revisada por Ricardo Drigo e, pelo que pesquisei, a coreografia pra essa versão é de Marius Petipa e Lev Ivanov, a montagem que consagrou a obra (acredito que as versões do Kirov/Mariinsky de 90 e 2006, a versão do Royal de 2009 e a do St. Petersburg Ballet de 2006 utilizem essa partitura). E essa versão é tida como base para as variadas montagens que as outras cias encenam, blz?
Ao maestro Galindo, o meu muito obrigada!!!

E antes de começar a postagem propriamente dita, eu gostaria de falar uma coisa com vcs a cerca do blog. Sei que a principio parece MUITO complicado baixar os vídeos aqui do blog, ou pq estão fragmentados em partes pequenas, ou pq tem partes DEMAIS, ou seja lá o que for. Saibam vcs que eu tambem já tive problemas com esse sistema quando baixei Don Quixote com o Baryshnikov, eu nem sabia que programa usava para juntar as partes. Mas depois que descobri achei super prático por vários motivos:
1º) Ao contrário do Winzip/Winrar, o HJ-Split! não deixa os arquivos corrompidos.
2º) Vc pode ver uma prévia do vídeo a partir de primeiro arquivo. Com Winzip/Winrar, vc só pode ver depois que baixar tudo!
3º) Se sua conexão cair ou a luz acabar e vc estiver fazendo um download vc não perde as partes que já baixou. Ex: se vc baixou as partes 1, 2 e 3 de determinado ballet, está baixando a 4º e a conexão cai (ou a luz acaba repentinamente), vc só tera que baixar a parte 4! Se fosse com um arquivo inteiro (de 900 MB por ex), o download estivesse em 95% e a conexão caisse... Nem preciso falar né?
4º) O mais importante! Faço desse jeito pensando naqueles que não tem uma conexão tão boa ou precisem de uma Lan House pra baixar os arquivos. Quando baixei esse Don Quixote que citei eu frequentava. É bem verdade que passei semanas baixando, mas valeu a pena e deu td certo pq ele estava fragmentado! Se fosse um arquivo inteiro eu nunca conseguido baixar ele numa Lan!
Então se vcs acham muito complicado, anotem suas dúvidas e me mandem um e-mail: videosdeballetclassico@ymail.com Responderei a todos com prazer!!!
Aliás eu to devendo um e-mail pra uma leitora do blog que me pediu ajuda exatamente com isso. Eu não esqueci viu??? É que ainda não tinha dado tempo, hj eu escrevo!!!

Vamos a postagem propriamente dita? Como já adiantei lá em cima, a postagem de Hj é La Bayadère. Já trouxe para vcs três versões diferentes dessa peça: Kirov/Mariinsky, Ópera de Paris e Teatro Scala, e faltavam as duas versões do Royal. Hj eu estou trazendo a versão mais antiga, de 1991 com Altynai Asylmuratova. Eu finalmente consegui a montagem mais recente com a Tamara Rojo que alguns leitores me pediram, e que me foi enviada pela Houka Natsuki, mas essa vai ficar pra próxima postagem. O que mais gostei na versão antiga é que no final do lamento de Nikiya, quando ela ganha a cesta de flores, tem uma dança bem alegre que não costuma aparecer nas versões mais recentes com a coreografia da Natalia Makarova. Algumas músicas tem um andamento mais rápido que em outras produções (Scala, 2006 e Royal, 2009) e a interpretação é impecável! Espero que gostem^^.
La Bayadère
Companhia: The Royal Ballet
Ano: 1991
Bailarinos Principais:
Altynai Asylmuratova como Nikiya
Irek Mukhamedov como Solor
Darcey Bussell como Gamzatti
Links:
https://mega.nz/#F!xkRSjJCC!MLiyn_A-Xkg62KtzZIfo5g

Formato do Vídeo: DVD

Aplicativos Úteis: Clique Aqui!

Pronto gente, agora está completo! Aproveitem ao máximo essa postagem^^
Até a próxima!!!!

Comentários

  1. Oi, Ju!

    O mais legal de passar por aqui não é somente ter acesso a este mundo de vídeos de ballet de forma tão prática, é também os baldes de cultura sobre o ballet que você se dedica a nos passar. Ou seja, não é só o vídeo pelo vídeo, me entende?

    Sinto, não só por aqui (mas por nossas conversas no msn), o amor que vc tem pela dança, e o conhecimento que gosta de passar adiante. Cresço sempre um pouquinho mais toda vez que passo por aqui e leio seus posts. Ainda tenho muito o que aprender, mas passar por aqui já é um bom começo.

    Continue nos deliciando com os vídeos e com as histórias por detrás deles.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Mais uma coisa: comprei o livro "Contando Histórias de Ballet", e indico pro pessoal. Vale ressaltar que a postagem é bem rápida, e o livro é muito bom.

    ResponderExcluir
  3. Olá Julimel, concordo com todas as palavras do Tarcisio. Seu trabalho é demais.
    Como não tenho prática, baixei os arquivos, juntei mas ao gravar, dá um erro. Pode conferir se não está faltando nenhum parte? Já conferi meus arquivos, mas está tudo certo.

    beijos
    Amanda biju

    ResponderExcluir
  4. Vou ser sincera com vc, eu não excluo os arquivos do pc enquanto eu não termino de subir td no servidor. Confiro arquivo por arquivo e posso assegurar que está td certo!
    Mas qual é o erro que está dando?
    Acusa a falta de algum arquivo?

    ResponderExcluir
  5. Olá Julimel, já resolvi meu problema, era uma poeira no gravador (por falta de uso). Um amigo me ajudou e está tudo ok com seus arquivos.

    Parabéns pelo seu trabalho.
    Amanda biju

    ResponderExcluir
  6. Oi Amanda!!!
    Fico feliz que tenha conseguido^^
    Essa versão de La Bayadère é linda!
    Aproveite as outras postagens e se tiver pedidos, faça!

    Bjus!!!

    ResponderExcluir
  7. Hi,
    Thank you for wonderfull music.
    For this pls check VTS_03_5 - does not work.

    Thank you in anticipation of good action :-)

    ResponderExcluir
  8. Hi!!!
    I'm glad you enjoy the blog.
    the referenced file is back to work!

    kisses

    ResponderExcluir
  9. OI!!!

    Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelo blog, mto bem construído e mto completo!!! Tanto é que comprei um HD externo só para colocar os arquivos que estou baixando daqui!! Obrigada pelo verdadeiro serviço que prestas aos amantes/praticantes/simpatizantes do Ballet!!

    Sei que tu tens mtos pedidos e tals, mas tu poderias repostar o arquivo VTS_03_4 (Parte 04)? É que ele está dando erro, diz que ou o link é inválido ou ele foi removido...

    Desde já, agradeço mto!!

    X-kisses

    ResponderExcluir

Postar um comentário